ASSASSINADA a facadas pelo ex-namorado na Guanabara em Anchieta

Ex-namorado mata a facadas mulher na Guanabara em Anchieta, ele ainda esfaqueou o pai dela que tentou defendê-la

Mais um feminicídio registrado na triste estatística do Espírito Santo, desta vez na Praia da Guanabara, em Anchieta. O crime ocorreu na noite desta sexta-feira 07.

De acordo com informações da Polícia Militar – PM, a recepcionista Lúcia Márcia Pastor Correa foi assassinada a facadas pelo ex-companheiro Urelison dentro da residência onde ela morava.  Na hora do crime o pai de Lícia tentou evitar e acabou esfaqueado também.

A PM foi acionada e chegou ao local, avistou Urelison com um braço em volta do pescoço do senhor Vanderley, pai de Lúcia Márcia e com uma faca na outra mão, estando a arma branca encostada na costela da vítima.

Os policiais ao ver a cena deram ordem para que Urelisson largasse a faca e libertasse o agricultor Vanderley Correa, e assim o fez, informando que havia esfaqueado e matado a sua ex- namorada, Lúcia Márcia, pois ele não se conformava com o fim do relacionamento.

Chegando à residência de sua ex-companheira os policiais se deparam com Márcia caída na varanda, sangrando muito. Foi acionado o socorro e chegou a ambulância 03 do Pronto Atendimento – PA de Anchieta, mas foi constatado o óbito de Lúcia Márcia.

Segundo informações extraoficiais, em dezembro, Márcia terminou com Urelisson e foi para casa do pai em Vargem Alta e quando retornou a casa na Guanabara, o ex havia colocado fogo em todas as coisas dela, havia deixado a casa vazia e tinha ido embora, nesta sexta-feira, ele voltou e a matou.

O pai de Márcia, Vanderley foi esfaqueado nas mãos e no glúteo pelo acusado de ter matado a filha dele, ele foi encaminhado ao PA e encontra-se sob os cuidados médicos.

Já Urelison foi levado à Delegacia da Polícia Civil – PC de Guarapari, para ser entregue à autoridade de plantão, para que esse tome as devidas providências, após ter recebido os devidos cuidados médicos.

Urelison teve com lesões nas mãos, cabeça, na coxa direita e escoriações nas costas, devido ter se envolvido em vias de fato com o ex-sogro, quando este tentou se defender para não ser morto por Urelisson.

O acusado foi conduzido no compartimento de segurança e algemado, para que fosse garantida a segurança do conduzido e da guarnição.

A perícia da Polícia Civil – PC esteve no local, periciou o cadáver e o encaminhou ao Departamento Médico Legal – DML, de Vitória onde foi realizado a necropsia e liberado para sepultamento.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*