Publicidade

Arrombou e furtou armas, munições e coletes da Delegacia de Piúma, acabou no xilindró

Foi em cana depois de arrombar a delegacia, mas deixou um rastro de furtos em Piúma. Depois que furta vende e troca tudo por crack. É viciado e assume

Até que enfim a casa caiu para o larápio J. M. l. A, 21 anos, residente no bairro Aparecidinha, em Piúma. Abusado e destemido, o ladrão arrombou a Delegacia da Polícia Civil – PC e fez uma limpa, mas foi filmado e desta vez acabou agarrado. Foi preso em flagrante na manhã desta terça-feira, 02, em sua casa pelos policiais civis e militares. Toda a ação dele na delegacia foi filmada.

O bandido arrombou portas, armários e revirou as gavetas, deixou um rastro de destruição na Delegacia e de lá levou pistola, munições, carregadores e outros. Parte do furto ele deixou no meio do mato por onde fugiu, ainda teve a cara de pau de fazer disparos com a pistola . 40 que furtou.

A Polícia Civil já estava prestes a colocar as mãos nele e, J. M uma vez que, desde que deixou a prisão inúmeros furtos vêm sendo cometidos em Piúma da mesma maneira, colocando-o como principal suspeito.

De acordo com a delegada, Rosane Cysneiros, J arrombou a Delegacia por volta das 2h00 e toda ação foi filmada. Ele destruiu portas, armários, e revirou todas as gavetas. Levou uma pistola .40 municiada e o dois coldres, duas granadas, três carregadores de pistola municiados, um simulacro de arma de fogo, dois coletes, um aparelho celular – objeto de apreensão e uma quantia de R$996.00. somando os prejuízos em torno de R$3.000.00.

A delegada acionou a Perícia da Polícia Civil devido aos danos ao patrimônio, uma vez que, o bandido destruiu tudo que viu pela frente.

Ressaltou a delegada que há várias ocorrências de furtos próximos ao bairro onde J reside com a mãe, e, todos levam a crer que tenham sido cometidos por ele, o modus operandi é o mesmo.

J foi preso em flagrante após a PC com o apoio da Polícia Militar irem até a casa onde reside, ele não resistiu à prisão, acompanhou os policiais até a delegacia, onde confessou tudo. Lembrando que tudo estava filmado. Ele será indiciado por furto qualificado com pena de reclusão até 8 anos de prisão e também por dano ao patrimônio público, pena máxima de dois anos de prisão. Somando 10 anos, se ficar detido.

Na madrugada desta terça-feira, antes do larápio seguir para Delegacia ele passou na Casa de Vinícius Taylor, em frente a Concrevite, quebrou o portão, entrou, furtou uma bomba de pressão e a bicicleta que usou para fazer o trajeto até a sede da Delegacia.  Lembrando que recentemente o bandido também furtou a Concrevite.

Na delegacia, com a cara mais lavada que se possa imaginar, J disse a Vinicius que a bomba de pressão estava do outro lado do muro, que era só ele procurar que ia encontrar. Aproveitou a presença de Vinícius na Delegacia e deu um conselho, disse que era para ter mais cuidado com o veículo, que estava na garagem com as chaves na ignição, que ele poderia se vítima de um furto do carro.  

Cara de pau mesmo

No último dia 28, às 16h00, J esteve no Sítio Zé Tose, lá ele quebrou as janelas da cozinha, entrou, foi para o depósito, onde destruiu uma câmera que dava visão para dentro do bar, depois pulou para o bar, jogou tudo para o chão, arrebentou o sistema de alarme, e o de vídeo monitoramento, e colocou os DVR dentro da água. Contudo, ele não contava que seria possível recuperar as imagens, acabou sendo flagrado depois da recuperação das imagens do aparelho. E para finalizar sentou, tomou um refrigerante, uma água mineral e levou as ferramentas. Um prejuízo estimado em R$7.000.00.

O bandido não poupa o patrimônio de ninguém, segundo a investigadora Mara Batista. Ele destrói obstáculos com maestria, faz buracos em paredes para entrar.  “Ele costuma revirar tudo, não tem pena de danificar nada, destrói com vontade, desde que foi solto vem ocorrendo paulatinamente furtos com arrombamentos e com as mesmas características. Estávamos há três dias indo a casa dele por conta de outros furtos, mas o portão sempre estava fechado e nunca ninguém aparecia para nos receber”, informou Mara.  

A PC informou ainda que toda vez que o bandido deixa a prisão os furtos aumentam consideravelmente em Piúma.

O meliante foi conduzido ao Centro de Detenção Provisória – CDP de Marataízes onde ficará à disposição da justiça.

Com deboche, o bandido diz que destrói o patrimônio porque é nosso

A Reportagem entrevistou J que confessou na maior cara de pau os delitos. Disse que furta para vender e comprar drogas, que é viciado em crack a cerca de um ano. Disse que não se arrepende de nada e que vai sair em breve da cadeia. Sobre o patrimônio público que ele destruiu ele disse que é de todos, que o governo tem dinheiro para comprar outro. Confira a entrevista em vídeo com ele.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *