Após denúncia anônima, suspeito que se passava por juiz é preso em Guarapari/ES

Um ex-inspetor penitenciário de 44 anos foi detido em flagrante, na última quarta-feira (18), no bairro Village do Sol, em Guarapari/ES, em uma ação conjunta da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) e da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), ambas de Guarapari. O suspeito foi detido após uma denúncia anônima, realizada por meio da ferramenta Disque-Denúncia 181.

Segundo o titular da Denarc, delegado Guilherme Eugênio Rodrigues, o suspeito se passava ora por policial, ora por juiz de direito. “O detido foi apontado por meio do disque-denúncia como autor de homicídios, razão pela qual foi proposta ao DHPP a realização de uma ação conjunta para prendê-lo”, explicou.

Durante a ação, realizada na tarde dessa quarta-feira, na residência do suspeito foram apreendidos um revólver calibre .38, diversas munições desse mesmo calibre e um simulacro metálico de uma pistola Taurus 24/7.

“Chamado a se identificar, o suspeito apresentou documentos falsos nos quais se identificava como “juiz de fato e de direito”, e ainda, um registro de arma de fogo que, posteriormente, revelou-se falso”, relatou o delegado Guilherme Eugênio.

A arma apreendida será encaminhada para o Departamento de Criminalística – Balística e o resultado será encaminhado para DHPP, “Que manifestou interesse em realizar exames de micro comparação balística voltados à identificação de eventuais homicídios praticados com o emprego da arma apreendida” disse o titular da Denarc.

O suspeito foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, uso de documento falso e falsificação de documento público, em seguida foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana. “E será recambiado para uma unidade prisional específica para ex integrantes do sistema prisional”, explicou o delegado.

Também de acordo com a autoridade policial, ainda não é possível quantificar a quantidade de vítimas que este suspeito fez e há quanto tempo agia. As investigações continuam. “Destacamos a importância da denúncia anônima. Caso tenha informações, a pessoa pode denunciar pelo Disque-Denúncia 181 ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. Todas as informações fornecidas serão apuradas”, garantiu.

Texto: Olga Samara

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*