Publicidade

Bela se aposenta na Prefeitura de Piúma após 30 anos de serviço público com histórico de dedicação e superação

Fotos: divulgação

Após 30 anos de serviço público impecável, Belarmina Ribeiro de Moura, nascida em 13 de outubro de 1961, mais conhecida como Bela se aposentou em maio deste ano deixando um legado de dedicação e resiliência. Com apenas 10 faltas registradas em três décadas de trabalho, Bela encerra sua carreira na área da saúde com uma história de vida marcada por superações e realizações pessoais.

Contou ao jornal, Bela que iniciou sua trajetória profissional em 1989 na prefeitura de Piúma. “Meu primeiro local de trabalho foi o posto de saúde Itaputanga, que era pequeno na época”, relembra. Ao longo dos anos também passou por capacitações, na época era auxiliar de enfermagem o curso. Quando estava preste a começar o curso técnico de enfermagem a mãe adoeceu e ela optou por cuidar da genitora. Ela desempenhou diversas funções, desde auxiliar de enfermagem até cuidadora na Casa de Passagem. “Sempre procurei dar o meu melhor, era a primeira a chegar e a última a sair. Não havia tempo ruim para mim”, afirma.

Em uma de suas funções na Casa de Passagem, Belarmina encontrou uma nova razão para viver: adotou Anderson, um menino por quem se apaixonou e que hoje é um excelente filho. “Tenho duas filhas biológicas, Alice, Alini, e meu filho coração, Anderson. Tenho cinco netos e uma bisneta”, conta com orgulho.

Superação e Amor

A história da servidora aposentada é também uma história de superação. Aos 15 anos, ela se casou e logo deu à luz sua primeira filha, Daniele. O casamento, porém, foi marcado por abusos. “Com dez dias de resguardo após o nascimento do meu bebê, fui estuprada pelo meu marido. Sofri todos os tipos de abuso”, revela. Determinada a mudar sua vida, Belarmina fugiu do Rio para Piúma, levando apenas as filhas, a coragem e a esperança. Como diz o ditado popular, com uma mão na frente outra atrás. Em Piúma, encontrou apoio do taxista Renildo, que se tornou um grande amigo.

Relações de Trabalho e Amizades

Durante sua carreira, Bela construiu laços fortes e duradouros. Trabalhou com grandes profissionais da saúde como Dr. Paulo Godinho e Dr. Gustavo Meirelles, dentistas. Dr. Alex Wingler, secretário de Saúde e Francine Zuqui, a melhor secretária que Piúma já teve. Antenada, sabia de tudo e era um exemplo de gestora, segundo a serviora aposentada. “Fiz muitas amizades boas, como Ana Rosa, Dangela e minha amiga Andrelina. Também tenho muito carinho pelo amigo Dr. Jobson”, comenta.

A carreira de Belarmina foi marcada por uma dedicação incomum. “Sempre limpava postos, fazia o que o secretário de saúde, seja o Dr. Alex Wingler, Francine ou Gustavo Meireles, ou mesmo Valtinho, pedia. Trabalhei também como auxiliar de dentista com os doutores Paulo Godinho e Gustavo Meirelles, excelentes profissionais”, relembra.

Despedida e Legado

O último dia de trabalho de Belarmina foi em 30 de maio de 2024. “Agora estou aposentada. Ao longo desses 30 anos, tive muitas amizades boas e fiz o meu melhor. Tenho minha consciência tranquila. Se fosse o caso de começar tudo de novo, faria a mesma coisa”, declara.

Bela se licenciou uma época por problemas de saúde e enfrentou também desafios, como perseguições políticas, mas conseguiu driblar os desafios e se aposentou com uma história incrível de amor ao serviço público. “Me lembro da época em que tinha maternidade no hospital, quantas vezes eu empurrava a maca com uma mãe que tinha acabado de ter um bebê. Quantas campanhas de vacinação de casa em casa, eu ajudava. Fica a saudade de um tempo que não existe mais. Tudo mudou”.

A trajetória de Belarmina Ribeiro de Moura é um exemplo de resiliência, dedicação e amor ao próximo. Sua aposentadoria é merecida, mas seu legado de trabalho e amor continuará inspirando aqueles que tiveram o privilégio de conhecê-la e trabalhar com ela. Descanse e curta sua aposentadoria. Bela não quis mais se casar, se dedicou integralmente a afamília e ao trabalho. Um grande orgulho são as netas, Alicia passou em primeiro lugar na Ufes para uma vaga no curso de Oceonografia, depois de ganhar cinco bolsas em outros cursos. Thais é enfermeira no Hels e Samantha trabalha no RH da Paletitas, é um gênio com números. A bisneta é Antonella vive cercada de mimos e amor.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *