Amanda Quinta sai da prisão e Fernanda continua presa

13 Kg mais magra, Amanda deixa o presídio feminino de Cachoeiro e Fernanda Scherrer continua detida

A prefeita de Presidente Kennedy, Amanda Quinta Rangel, enfim, foi solta, na tarde desta quarta-feira, 18, após 118 de encarceramento. Nos últimos 10 dias, ela estava dividindo cela com a ex-secretária de Educação de Piúma, Isabel Fernanda Scherrer Rocha que teve indeferido, na tarde desta terça-feira, 17, o pedido de habeas corpus e continua no Presídio Feminino de Cachoeiro de Itapemirim.    

A notícia da liberdade de Amanda movimentou o panorama político, a imprensa e as redes sociais, na tarde desta terça, 17, quando o STJ (Superior Tribunal de Justiça) votou pela liberdade dela.

Na porta do Presídio Feminino um grupo de amigos, parentes e simpatizantes da prefeita passou toda a tarde de ontem até as 21h00 aguardando a soltura dela para cumprimenta-la.

O padrinho de batismo e melhor amigo da prefeita, Márcio Farge Ceccom levou para ela um buquê de orquídeas lilás, ele estava radiante de felicidade com a notícia. Disse que não sairia de lá sem antes dar um abraço e que durante todo o período se manteve em oração pedindo proteção a Deus. “Amanda é uma pessoa maravilhosa, minha amiga, sofremos todos com tudo isto, mas Deus é pai, não vejo a hora de abraça-la. Esperamos muito por este momento”, disse.  

A defesa de Amanda informou que sempre seguiu acreditando na justiça. “Hoje o STJ à unanimidade promoveu justiça ao determinar a soltura de Amanda”.

Nesta quarta, assim que a direção do presídio recebeu o alvará de soltura, o grupo de amigos, voltou a penitenciaria, com flores e foguetes.

Amanda Quinta foi solta, mas o noivo, José Augusto Paiva continua preso juntamente com o ex-secretário de Assistência Social, desde o dia 08 de maio, data da deflagração da Operação Rubi.

A Reportagem foi ao Presídio na tarde de terça, mas acabou voltando sem conversar com a prefeita que saiu somente nesta quarta. Mas ela prometeu uma entrevista exclusiva ao Jornal Espírito Santos Notícias, assim que for possível e tudo se acalmar.

Amigos íntimos de Amanda contaram que ela se manteve firme, sempre acreditando que iria deixar o presídio o quanto antes. Durante os quatro meses que esteve encarcerada leu muitos livros, se manteve serena e emagreceu aproximadamente 13 quilos, por conta de um problema intestinal. Contudo, está bem e muito feliz com a notícia da liberdade e mais esbelta.

Segundo fontes, o que ela mais deseja no momento é comer uma pizza em Marobá e voltar para casa. Sobre a política, fontes asseguram que ela se decepcionou muito e não quer tratar deste assunto por hora, tem outras metas, como por exemplo, investir em um restaurante, uma vez que ama a cozinha.

O advogado disse que sobre ela voltar ao comando da Prefeitura após os 180 dias de afastamento expedido pelo Tribunal de Justiça, será outra batalha a ser travada daqui para frente. “Isso será uma outra frente de atuação agora”.

O habeas corpus

Por unanimidade, a 6ª Turma do STJ concedeu a decisão a fim de substituir a custódia preventiva de Amanda por medidas cautelares, as quais deverão ser fixadas pelo TJES (Tribunal de Justiça do Espírito Santo). Devem estar incluídas nas medidas, obrigatoriamente, o afastamento da prefeita nos negócios do município, bem como a proibição de contato com pessoas envolvidos nas investigações.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*