Amanda continua presa e calada

Já se passaram mais de 40 dias, a prefeita de Presidente Kennedy continua presa e ninguém sabe de nada sobre o processo que corre em segredo de justiça

 

No dia 08 de maio o Município de Presidente Kennedy/ES foi surpreendido com uma inesperada prisão em flagrante da Prefeita Amanda Quinta Rangel e seu noivo, companheiro e Secretário de Governo, José Augusto Paiva, quando recebiam um empresário em sua residência portando vultuosa importância financeira em espécie, para supostamente suborna-los em ato de corrupção.

A prefeita não estava entre os alvos dos mandados de prisão temporária expedidos na Operação Rubi, mas agentes do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado – Gaeco ao cumprirem mandado de busca e apreensão na casa dela depararam-se com a realização de uma reunião nos fundos da residência, no centro da cidade. Nesta, o empresário Marcelo Marcondes estava com uma mochila e nela uma quantia de R$33 mil. Na sala da casa da prefeita, outra reunião acontecia com Amanda e alguns secretários.

Muito se pergunta se Amanda realmente teria envolvimento com tal fato, explica-se, ela se encontrava em outro andar de sua residência, enquanto o empresário reunia-se com o José Augusto, marido da Prefeita, e então, supostamente, estariam envoltos de uma transação ilícita de recebimento de propina para conceder vantagens ao particular.

Para muitos dos Kennedenses a dúvida que fica é, Amanda estaria de fato envolvida em algum ato de corrupção? Calar-se diante de malfeitos de seu marido e outros agentes públicos seria o suficiente para levar a gestora a prisão? A verdade é que, a crença popular dizia que José Augusto tratava das “relações institucionais” da Prefeitura com fornecedores e articulava ligações e alianças políticas, enquanto a Amanda fazia o que mais gostava, cuidava da população.

Muito mistério ainda ronda esta inesperada prisão, especialmente, quanto ao porque dela não foi conduzida ainda a uma prisão domiciliar? O processo tramita sob máximo sigilo o que dificulta a população compreender até onde pode-se penalizar sua prefeita, ou manter a crença de que, seu maior pecado tenha sido “confiar demais”.

Uma coisa é certa, Amanda nega que tenha qualquer participação em atos ilícitos e cobrava muito de seus servidores, porém, o companheiro, a quem a cidade adjetiva de forasteiro teria assumido até o gabinete dela e ela, era com ele que se tratava qualquer negociação, principalmente quando o assunto era contratos e licitações. Tanto o foi que no dia de sua prisão quem estava com o empresário da mochila era ele. Há quem diga que está decretado a morte política de Amanda, ainda tão jovem, e quem afirme que ela não quer nem pensar em prefeitura mais, acabou condenada antes da sentença, a prisão já ultrapassa 40 dias.

 

Curiosidade

 

Lee Harvey Oswald foi de acordo com três investigações do governo dos Estados Unidos, o assassino do presidente John F. Kennedy, baleado em DallasTexas, em 22 de novembro de 1963.

Um fuzileiro naval que desertou para a União Soviética e mais tarde retornou a seu país, Oswald foi preso sob suspeita de ter matado o oficial de polícia J. D. Tippit, sendo posteriormente conectado ao assassinato de John F. Kennedy. Ele negou qualquer responsabilidade pelos crimes. Dois dias depois, em 24 de novembro de 1963, enquanto era transferido sob custódia policial da cadeia municipal para a cadeia estadual, Oswald foi baleado e morto por Jack Ruby.

A Operação que prendeu o prefeito Reginaldo Quinta, a sobrinha Geovana recebeu o nome de Lee Oswald estabelecendo uma relação com o nome do assassino do então presidente dos EUA, John F Kennedy, o homem que foi homenageado com o nome da cidade, após a emancipação em 04 de abril de 1964, um ano após o seu homicídio, entretanto, o assassino de Lee Oswald, Jack Ruby acabou batizando a operação que prendeu sete anos depois a sobrinha Amanda. Qual a relação de uma operação com a outra?

Na primeira o tio, Reginaldo é preso, na segunda Operação, a sobrinha, entre as duas, um personagem, José Augusto, antes, ex-assessor especial de Reginaldo, hoje, noivo de Amanda

 

Silêncio

 

O processo está sob segredo de justiça, o empresário aceitou o acordo e fez a delação premiada. O advogado da prefeita Amanda é o mesmo que defende José Augusto.

O advogado de Amanda foi procurado para responder algumas perguntas, mas orientou a reportagem entrevista-la quando a mesma deixar a prisão, não quis dar nenhum detalhe sobre o processo e pediu apenas que as pessoas que gostem dela, orem por ela.  “Acho que as pessoas que gostam de Amanda podem orar por ela! Para ela ter força para superar tudo isso”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*