Suposto racha acaba em morte de adolescente de Itaipava em Piúma

A informação é que os adolescentes estavam batendo pega, quando um aparelho celular de um deles teria caído na pista, A. desceu para procurar e acabou atropelado e morto no bairro Aparecidinha em Piúma

Mais uma diversão perigosa pode ter colocado fim a vida de um adolescente de 16 anos de Itaipava, Itapemirim, na madrugada de sábado, 06, no bairro Aparecidinha em Piúma. Informações extraoficiais dão conta que V.A, mais um grupo de amigos na mesma faixa etária participavam de um pega de moto quando o adolescente morreu atropelado.

Informações de uma leitora que reside no bairro e pediu anonimato dão conta de que um grupo de jovens e adolescentes por volta das 1h00 de sábado batia um racha na reta após do redutor de velocidade em frente ao campo futebol.  Tudo indica que um dos adolescentes que participavam do pega acabou tendo o celular caído na pista, quando a moto parou para que fossem procurar o aparelho, de repente surgiu um veículo que atropelou V. A. que teria sido arrastado até em frente uma padaria no bairro e morrendo no local.

De acordo com informações do Boletim Unificado – BU, da Polícia Militar – PM os policiais militares prosseguiram para o local de onde foi feito o chamado via CIODES informando tal acidente entre uma motocicleta CG 150 de Itapemirim e um veículo Gol do município de Iconha.

No local, já havia uma equipe do SAMU realizando o atendimento e estes já haviam isolado a área. Após constatação do óbito foi feito contato com o CIODES, que acionou a perícia para prosseguir ao local.

Segundo informações de pessoas que estavam próximo, o condutor do veículo Gol havia sido socorrido por moradores para o hospital de Iconha. Uma guarnição da 10ª Cia Ind esteve no hospital para constatar o fato e encontraram a parte em observação no local.

A vítima fatal não possuia consigo nenhum documento de identificação, porém seu irmão o reconheceu, informando que ele tinha 16 anos.

No local do acidente foram feitos os procedimentos administrativos de trânsito e o boletim confeccionado com as narrativas supramencionadas para conhecimento da autoridade policial.

O corpo do adolescente foi encaminado ao Departamento Médico Legal – DML de Cachoeiro de Itapemirim para realização da autópscia e posteriormente fora liberado para sepultamento.

Pega são comuns

A Reportagem esteve no local onde o acidente ocorreu nesta segunda-feira, 08 para ouvir comerciantes e moradores sobre os constantes pegas que são praticados por adolesecentes no trecho, por conta de uma reta que abrange do redutor até a curva na entrada da propriedade de Gilton Domingues. Um dos comerciantes, que não quis se identificar disse que a prática é comum e ocorre mais nos fins de semana. “Eles passam deitados em cima da moto em alta velocidade, a maioria é menor de idade e nem possuem habilitação, uma imprudência que acaba colocando a vida de outras pessoas em risco além das deles mesmo”,  comentou o comerciante.

Uma dona de casa acabou levando um susto com o barulho e foi ao local. Ela disse que outro dia  mais de 20 motos participavam de um pega. “É muito grave acidentes como estes. A polícia falou na hora que este acidente tinha sido por causa de um racha. Os meninos estavam com medo, parece que o rapaz morreu porque estava procurando o telefone que caiu na estrada, ele desceu da moto e voltou, o carro veio e o atropelou. Os amigos dele dizem que estavam passeando. Eram todos de menor, eu ainda perguntei: vocês estavam batendo racha? Eles disseram que não, mas eles sairam de Itaipava para passear aqui? Acabou acontecendo esta fatalidade. Eu to cansada de escutar, todo dia, meia noite e uma hora é isso”.

Convém ressaltar que esta não foi a primeira morte na Rodovia Jorge Feres por conta de racha entre motoqueiros.

Foto: internauta

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*