Publicidade

Adolescente de 13 anos é assassinado embaixo da cama em Nova Jerusalém em Anchieta

O corpo de Matheus foi encontrado na tarde desta terça, depois da PM ser acionada

O adolescente Matheus Paulino Nogueira, 13 anos, residente no bairro Nova Jerusalém, em Anchieta foi assassinado a tiros na madrugada desta terça-feira, 21, embaixo da cama, da casa de número 61, na Rua Manoel Malaquias Nunes Vieira.

Vizinhos ouviram barulho de tiros na madrugada, mas ficaram com medo de entrarem na casa. A Polícia Militar – PM foi acionada na madrugada para averiguar os tiros, porém, passaram pela rua e não avistaram nada. Contudo, pressentindo que algo havia ocorrido no local, os mesmos vizinhos acionaram a Guarda Municipal para ver se tinha alguém morto dentro de casa.

A PM foi ao local e encontrou o corpo de Matheus

Na tarde desta terça, o Centro Integrado de Defesa Social – Ciodes recebeu informação que a casa de número 61 havia sido arrombada e havia um corpo embaixo da cama.

Policiais militares foram ao local e constaram que se tratava do corpo de um jovem embaixo da cama em um dos quartos da residência morto com sangue em volta.

A porta da cozinha foi arrombada

Pelas circunstâncias do local onde o adolescente foi assassinado a PM acredita que Matheus possa ter tentado se esconder embaixo da cama, onde foi alvejado e morto.

A PM isolou a residência e acionou a Perícia da Polícia Civil que até o início da noite ainda não havia chegado ao endereço.

Na rua Manoel Malaquias onde Matheus reside muitos vizinhos disseram que ele estava jurado de morte, que aprontava muito e que este final já. “Ele estava pedindo para morrer, andava armado, já tinham tomado a arma dele em uma comunidade onde ele se escondeu, aprontava muito”, comentou um popular.  

A Polícia Militar isolou a área até a chegada da Perícia da Policia Civil

Informações extraoficiais dão conta de o adolescente morava no bairro Canta Galo, mas vivia praticando furtos nas residências dos vizinhos e por isso ele saiu de lá.

Em Jerusalém onde estava residindo com a mãe, os vizinhos também reclamaram muito de Matheus. Uma senhora que não se identificou contou à Reportagem que o pai fez de tudo pelo filho, mas desde criança que ele dá muit5o trabalho. A mãe ficou com a responsabilidade de cuidar do menino, porém, ela acabou perdendo o controle do filho.

“Nós já sabíamos que o fim dele seria este. Ele dava muito trabalho aqui no bairro. A madrinha dele fez tudo por ele, mas ele furtou até na casa dela. O padrinho tentou, não teve jeito. Ele escolheu a vida errada”, comentou uma senhora da rua onde Matheus residia.

Até agora a noite a mãe de Matheus não foi localizada. Segundo populares, o pai foi até a rua, constatou o homicídio e deu meia volta de motocicleta. A casa está isolada.

Depois da perícia o corpo será removido para o Serviço Médico Legal – SML, de Cachoeiro de Itapemirim, onde será necropsciado e liberado para sepultamento.  

ANCHIETA: seis homicídios em quatro meses

O município de Anchieta já registra seis homicídios neste ano de 2021 em quatro meses. Três somente em janeiro, um em março, e dois contra adolescentes em abril.

O primeiro do ano foi contra o técnico de enfermagem Fabiano Ferreira Batista, residente no bairro Nova Anchieta, cometido no dia 17 de janeiro.

O inquérito está em vias de ser concluído e a Polícia Civil já sabe quem teria mandado matar Fabiano.

Já no dia 24 de janeiro, o vigilante Herval Cetto, 46, anos foi assassinado a facadas na porta de casa, quando chegava do trabalho. O autor foi preso em flagrante e se encontra detido.

No dia 26 de janeiro, um homem de 30 anos foi assassinato a tiros na Praia de Parati.

No dia 02 de março Graciano Carvalho, guardador de carros foi assassinado a facadas na calçada próxima a sua residência no bairro Nova Jerusalém.

O autor do crime se entregou na Delegacia, confessou o crime e foi solto. No mesmo dia ele gravou um vídeo afirmando que matou e matava novamente se fosse provocado dentro de sua casa. A delegada de Anchieta, Maria da Glória Pessote pediu a prisão do Zezinho Camaradinha e ajustiça expediu.

No último dia 12, o adolescente João Victor Coutinho, 17 anos, foi assassinado a tiros, no bairro Nova Anchieta, Anchieta/ES.

Compartilhe nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *