Repasse de R$ 1 milhão da prefeitura permite melhorias em escolas

Publicado em às 18:30.
Por Assessoria de Comunicação
Recursos possibilitaram criação de espaço lúdico na escola Luiz Marques PintoPor meio do Programa Municipal Dinheiro Direto na Escola (PMDDE), a Secretaria de Educação de Cachoeiro (Seme) já repassou R$ 949.680 para as escolas municipais neste ano. O recurso é aplicado, principalmente, em melhorias estruturais nas unidades de ensino.

Uma das escolas que investiu em intervenções recentemente foi a Luiz Marques Pinto, no bairro Boa Vista. A unidade fez reformas em salas de aula, incluindo a implantação de uma brinquedoteca, e melhorias no refeitório.

“A nossa parte de Educação Infantil necessitava de um espaço lúdico para trabalhar atividades com as crianças, que antes nós não tínhamos, e o piso do refeitório precisava ser trocado. O recurso chegou em muito boa hora”, explica a gestora da Luiz Marques Pinto, Norma da Silva Costa Santos.

A escola Oswaldo Machado, no bairro Baiminas, também aplica a verba que recebeu em reformas. Reparos nas paredes, troca de telhas e pintura estão entre as intervenções, que deverão ser finalizadas até o fim de agosto.

“A Seme também nos ajuda fornecendo a mão de obra. Esse é um investimento muito importante para nós, pois precisávamos desses reforços na estrutura da unidade”, comemora Andressa Martini De Backer Louzada, gestora da Oswaldo Machado.

Para o segundo semestre, a Secretaria Municipal de Educação repassará para as escolas o mesmo valor relativo aos seis primeiros meses do ano, totalizando quase R$ 2 milhões em investimentos para as unidades municipais de ensino em 2018.

Verba do programa foi ampliada 

A verba que a prefeitura de Cachoeiro repassa às escolas por meio do PMDDE é calculada com base na quantidade de alunos, e foi ampliada neste ano. Nas unidades de ensino que oferecem turmas em horário comum, a quantia passou de R$ 60, em 2017, para R$ 80, por aluno. Para aquelas com turmas em horário integral, o valor final é o dobro, R$ 160 por aluno.

A elevação se deu com base em um levantamento dos gastos de cada escola. As unidades já apontavam a necessidade de reajuste, para adequar demandas no cotidiano, como aquisição de materiais didáticos, gás de cozinha, material de limpeza e pequenos reparos nos prédios.

“No ano passado, já tínhamos destinado uma verba extra para manutenção e pequenos reparos nas escolas: R$ 1,4 milhão, além do repasse do PMDDE convencional. Nossa meta é investir cada vez mais em melhorias, fazendo com que os alunos tenham as melhores condições possíveis para o desenvolvimento educacional adequado. Por isso, estamos muito atentos às demandas de cada unidade de ensino”, destaca a secretária municipal de Educação, Cristina Lens Bastos.

Área de anexos

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*