Piume-se

Publicado em às 6:57.
Por Ronald Onhas

Não teve sensação mais única, que passar a virada do ano com gosto de cerveja e com o cabelo fedendo a álcool. É, é isso mesmo que você leu! E os fogos? Gente, se eu te contar que no meio daquele alvoroço todo eu até esqueci de assistir a queima dos fogos. O engraçado é que até o Beto Kauê – nosso Ivete Sangalo capixaba, que comandava o agito todo; estava com o relógio atrasado! Quando vi já estava abraçando a colega do lado, que eu nunca tinha visto na vida. Que virada! Deixo aqui meu sentimento de quero bis.

Mesmo com a destruição de parte do calçadão devido à maré, o clima praiano continuou como de costume e com certeza os trios elétricos foram inesquecíveis, nunca vi tanta gente eclética num só gueto! Mas, vamos ao que interessa resolvi enaltecer Píuma, é claro que Iriri pode até ser conhecida por suas praias paradisíacas e recheadas de banhistas colírios, porém é Piúma, que faz o litoral sul capixaba ferver. Meus amigos cariocas podem contar melhor sobre isso, rs.

Que água! Podem defecar suas críticas e comparações, mas a praia da cidade é tão convidativa, pode não ser a mais limpa do mundo, mas é tranquila, do jeito que gosto. Se você é dos meus, e foge de ondas bruscas e vorazes, que lhe faz dar aqueles famosos “caldos”, você vai amar a praia central de Piúma. Além disso, os quiosqueiros são tão receptivos, melhor que muitos, das praias vizinhas. Os vizinhos podiam aprender com os piumenses. Uma pena que não pude fazer o famoso passeio até a ilha.

“Ah, mas aqui só é assim no verão, depois não tem anda”, ouvi isso de uma colega, moradora da cidade, mas como eu não sou da cidade, preciso comentar do que vi. Só sei que lá pelas madrugadas, antes do sol pensar em aparecer e nos torrar, já tinha pessoas nos quiosques colocando as mesas de volta na areia. E o melhor: algum tempo depois, já cedinho já haviam banhistas na praia. A cidade não para …

Um grupo de garis recolhe o lixo, aliás, centenas de lixos na beira da praia, passo com os amigos, eles respondem com o melhor bom dia do mundo. Falando em lixo …. Cara, como o ser humano é porco! O que custa levar o lixo que produziu de volta? O bom que conheci várias pessoas, que assim como eu, além de recolherem o lixo, também recolhem o do coleguinha. Acho que todo mundo merece um pouco dessa “vibe” piumense, seja por uma semana ou até mesmo um dia. Sabe, uma cor bronzeada e vívida, mas vívida não somente por estética, mas também de alma. Sai por aí, no Quiosque da Loira, na praia do Pau Grande, na Ilha do Gambá ou até mesmo no Monte Aghá. Piume-se, derreta-se, lambuze-se e aproveite o litoral. Afinal quem dera se fosse verão o ano todo?

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*