Mais apoio a artesãos e beneficiários de programa habitacional

Publicado em às 14:31.
Por

A 1ª Feira de Economia Solidária impulsionou comercialização de produtos artesanais

A Secretaria de Trabalho e Habitação de Cachoeiro (Semutha) divulgou o balanço de suas ações em 2017. Entre os principais destaques estão diversas atividades de apoio aos artesãos e trabalhadores manuais e de auxílio a beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida no município.

De setembro a outubro, a Semutha realizou novo cadastramento dos artesãos, para diagnosticar quem e quantas são as pessoas que realizam esse tipo de trabalho em Cachoeiro. Nos meses subsequentes, a partir de solicitações dos trabalhadores cadastrados,  foram realizadas atividades de capacitação como oficina “decoupagem” de garrafa, workshop de estratégias de marketing e palestra sobre cooperativas e associações.

Entre as ações de fomento voltadas principalmente para o comércio do artesanato, destaca-se a realização, em dezembro, da Feira do Empreendedor e Economia Solidária, que reuniu dezenas de artesãos e vendedores de produtos diversos na Praça de Fátima.

Além dos artesãos, a Semutha também desenvolveu ações de capacitação direcionadas a trabalhadores em situação de desemprego. Em parceria com o Sebrae, foram ministradas palestras sobre qualidade no atendimento, papel do marketing nas mídias sociais e empregabilidade e postura profissional.

Trabalho técnico social com beneficiários do Minha Casa, Minha Vida

A Semutha também realizou em 2017 um amplo trabalho técnico social com as 1.248 famílias beneficiadas com imóveis do Minha Casa, Minha Vida no Residencial Otílio Roncette, localizado no bairro Gilson Carone, que ainda será entregue pela Caixa Econômica Federal.

Foram feitas reuniões com o objetivo de prestar esclarecimento sobre detalhes do programa e dos serviços públicos da prefeitura que serão disponibilizados para atender à demanda dos futuros moradores, bem como dar dicas importantes sobre economia doméstica.

A secretaria ainda foi responsável pela fiscalização e gerenciamento de dados e processos legais relativos ao empreendimento que são de responsabilidade da administração municipal.

Regularização fundiária

Foi realizado um levantamento do quantitativo e situação dos processos existentes no setor de Regularização Fundiária da Semutha, especificando situação do processo, objetivo do mesmo e endereço para que se destina o pedido. No total, verificou-se a existência de 463 processos, sendo que 80% dizem respeito a pedidos de Lavratura de Escritura.

Tendo isso em vista, a secretaria iniciou a elaboração de um projeto para a regularização de lotes cujos proprietários ainda não possuem escritura definitiva, com foco especial para o bairro Gilson Carone, origem de 70% dos processos. O projeto deverá ser executado em 2018.

Formação técnico-profissional

Também está previsto para 2018 a realização do projeto Qualifica Brasil. O objetivo é atingir moradores de todo o município, com foco especial pessoas desempregadas cadastradas no Sine, oferecendo acesso fácil a formação técnico-profissional de qualidade em diversas áreas. A meta é ofertar, por meio de parceria com Senai/Senac, cursos de no mínimo 160 horas em áreas como indústria, comércio, serviços, construção civil e indústria de transformação.

Com a efetivação da nova estrutura organizacional da prefeitura de Cachoeiro, em 2018 a Semutha será desmembrada e seus setores passam a integrar as secretarias de Desenvolvimento Urbano e  de Desenvolvimento Econômico.

“O governo vai continuar desenvolvendo ações que forneçam subsídios para a inserção social de todos os cachoeirenses, tanto por meio do acesso à moradia quanto pela oferta de melhor qualificação para seguir no mercado de trabalho”, destaca a secretária municipal de Trabalho e Habitação, Luana Fonseca.

 

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*