Cachoeiro-ES • Lei Rubem Braga: R$ 1 milhão para a produção cultural de Cachoeiro em 2018

Publicado em às 21:24.
Por Assessoria de Imprensa

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult) de Cachoeiro anunciou que, neste ano, a Lei Rubem Braga distribuirá R$ 1 milhão e cinquenta mil a projetos culturais aprovados em dois diferentes editais. O anúncio foi feito durante a primeira reunião do ano do Conselho Municipal de Políticas Culturais, nesta terça-feira (20).

Os recursos previstos no edital 006/2017, de R$ 500 mil, começam a ser distribuídos nos próximos dias, aos 31 proponentes selecionados. Ainda no primeiro semestre, será lançado novo edital que irá contemplar, com mais R$ 550 mil, novos projetos.

“A grande novidade é que, neste novo edital, iremos pagar os recursos no mesmo ano em que o certame foi lançado”, frisou a secretária municipal de Cultura e Turismo, Fernanda Martins.

Diálogo aberto com artistas

Um dos objetivos da reunião, realizada no Museu de Ciência e Tecnologia, foi aprofundar o diálogo com artistas e instituições culturais, além de responder os principais questionamentos da classe. Um dos assuntos em pauta foi o esclarecimento de dúvidas dos proponentes contemplados pela Lei Rubem Braga do edital 006/2017 e, ainda, eventuais mudanças no texto do novo edital a ser lançado.

“O Conselho Municipal de Políticas Culturais é o grande instrumento da sociedade civil e da classe artística para discussões de questões do interesse dos artistas e das produções culturais. O Conselho tem autonomia, é resolutivo e deliberativo, ou seja, é um fórum de debates ao qual a administração pública está sempre atenta. Por isso é tão importante a participação ativa da classe para gerar as mudanças desejadas”, destaca a secretária.

A artista plástica Cláudia Ferreira conta que, com os projetos em que foi contemplada no último edital, irá atender mais de 500 crianças com oficinas de marionetes e, ainda, formar mão de obra para trabalhar no mercado artístico confeccionando itens carnavalescos. “Com a Lei Rubem Braga, o artista de Cachoeiro pode realmente trabalhar. É um divisor de águas para a classe”, afirmou.

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*