Boquinha é preso com 33 pedras de crack

Publicado em às 12:37.
Por

Não adiantou tentar esconder as atividades criminosas, Boquinha acabou preso

Não adiantou tentar disfarçar a atividade ilícita no bairro Itaputanga em Piúma, forjando comercializar pizzas e lanches. Como também não adiantou jogas as pedras de crack no vaso sanitário e dar descarga, a Polícia Militar – PM, achou as drogas no córrego e acabou com a farsa de Boquinha, levando-o preso com 33 pedras de crak. A prisão ocorreu no último sábado, 14.

A PM foi até o bairro Itaputanga atender uma ocorrência e logo avistou um cidadão saindo de um beco, na qual recaem várias denúncias de tráfico de drogas, ao ser abordado, foi localizado no bolso dele, identificado como Jean Jackson Nery da Conceição, uma bucha de maconha, perguntado onde o mesmo havia comprado, respondeu que comprou no beco, na casa de Boquinha e pagou ‘10 contos” R$10,00, cujo nome, Ringrit Patussi Koppe.

Diante dos fatos, os militares se deslocaram até a casa de Boquinha, que fica a 20 metros do local da abordagem, ao se aproximar da residência de Boquinha, que também tenta ludibriar os policiais, sendo um local onde comercializa lanches e pizzas, mas que na verdade, o que é vendido é droga, como crack e maconha , foi pedido apoio de outras guarnições, logo chegaram as RP 3566 e 3048 (FORÇA TÁTICA). Os policiais chamaram pelo proprietário da casa e logo que percebeu que se tratava de uma ação policial, Boquinha tentou dispensar no sanitário do banheiro várias pedras de crack, sendo necessário o uso da força para adentrar a residência, ocorre que na tentativa de se desfazer do material ilícito, não obteve êxito, sendo assim foi recuperado pelos policiais 33 pedras de crack, ao indagar o mesmo quantas pedras tinha dispensado Boquinha respondeu que somente 10 pedras, não sabendo ele que os policiais tinham conseguido recuperar boa parte, inclusive foi dado várias descargas no sanitário, pois o cano da privada deságua em um córrego, sendo assim foi possível coletar mais uma tira contendo 04 pedras de crack, dentro da residência foi localizado na lixeira da pia da cozinha várias sacolinhas de chup-chup picotadas, levando os policias a confirmarem ainda mais a atividade criminosa por parte de Boquinha e também pela sua esposa, Juscilene Benevides Santos que é cúmplice na atividade criminosa, segundo o BO, tráfico de drogas, logo após a guarnição manteve contato com o tio de Jean Jackson que afirmou aos policiais militares o envolvimento de Boquinha com tráfico de drogas chegando até a fazer denúncia relativa a atividade criminosa Do sobrinho, todos envolvidos foram conduzido à delegacia sem lesão e maus tratos, exceto Jean Jackson que foi conduzido no banco de trás da viatura, juntamente com a sua mãe.

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*