Acusado de matar namorada se entrega

Publicado em às 9:18.
Por Folha Vitória

Suspeito de matar namorada com fio de carregador de celular se apresenta à polícia

 

O suspeito de matar a namorada com um fio de carregador de celular está na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Rubens de Almeida Dias Júnior, de 22 anos, entrou na delegacia por volta das 13h20 desta sexta-feira (9).

Ele foi ao local acompanhado pelo advogado Carlos Henrique Correa. Na última quinta-feira (8), em entrevista à TV Vitória, Correa disse que Rubens se entregaria à polícia em breve.

O advogado do suspeito foi o primeiro a chegar na delegacia. Lá ele confirmou para a imprensa que Rubens estava dentro do carro, do lado de fora da DHPP, pronto para se entregar. Como o delegado estava em horário de almoço, Correa foi até onde ele estava para chamá-lo.

O suspeito será entregue à Delegacia de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), que investiga o caso.

Legítima defesa

De acordo com o advogado, o suspeito fugiu do apartamento com medo do mandado de prisão que possui por ter descumprido uma medida protetiva contra a ex-mulher.

A versão que Rubens deu ao advogado para a morte da namorada foi que os dois haviam bebido e discutido por conta de relacionamentos anteriores.

Durante a briga, Andrielly dos Santos Mendonça, de 20 anos, teria pegado uma faca e ido para cima dele. Para se defender, Rubens teria segurando a mão dela e dado um mata leão.

“Ele alega em sua defesa de que nunca teve a intenção de praticar qualquer homicídio. Segundo ele, a vítima estava com uma faca na mão, então ele tirou essa faca da mão dela, deu um mata leão para imobilizar e nesse momento ela desmaiou, ele a deixou dentro de casa. A criança havia acabado de acordar e para não deixar ela desamparada, sozinha em uma casa com a mãe desmaiada, ele pegou essa criança e levou para a casa dos seus familiares. Depois ele só ficou sabendo da notícia da morte através dos jornais”, relatou o advogado.

O crime

Andrielly foi encontrada morta dento da casa que eles viviam na madrugada do último domingo (04). O crime aconteceu na frente da filha da vítima, de três anos. Segundo vizinhos, o casal era problemático e brigava constantemente. Inclusive, antes do ocorrido, eles teriam discutido. Depois do crime, o suspeito pegou a menina, colocou no carro e fugiu.

Enviar comentário

Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Campos obrigatórios marcados com *.

*
*
*